A Novo Futuro

A Associação de Lares Familiares para Crianças e Jovens Novo Futuro IPSS é uma instituição sem fins lucrativos, de âmbito nacional. Foi fundada em 1996, em Portugal, e tem como missão acolher, em pequenas casas familiares, crianças e jovens em risco social, privilegiando-se o acolhimento de grupos de irmãos.

Tratam-se de crianças e jovens privados de um ambiente familiar seguro, com histórias marcadas pela exposição involuntária a situações de abuso, negligência e maus-tratos físicos e psicológicos.

Nas 8 Casas da Novo Futuro residem atualmente 75 crianças/jovens, com idades compreendidas entre os 8 e os 21 anos, acompanhados e orientados por uma equipa técnica e educativa especializada.

A média de permanência das crianças e jovens nas Casas é de 5 anos, sendo que o acolhimento se pode prolongar depois de atingida a maioridade. A Novo Futuro não estabelece limite de idade para apoiar os jovens, dada a importância de uma saída segura e com condições reais de lhes proporcionar uma vida estável e bem sucedida.

A Associação já acolheu, até hoje, 305 crianças/jovens em risco, das quais 230 validam os resultados positivos que têm sido alcançados com o modelo de atuação da Novo Futuro, dado seguirem os seus projetos de vida integrados na família de origem, em famílias adotivas ou em autonomia plena.

A nossa Origem

A Associação Novo Futuro foi fundada em Portugal, em 1996, por Maria de Jesus Barroso, à data Primeira Dama de Portugal, adotando o espírito da Associacion Nuevo Futuro, instituição fundada em Espanha, em 1968, com o Alto Patrocínio da Infanta Doña Pilar de Borbón.

A Nuevo Futuro, em Espanha, e a Novo Futuro, em Portugal, são organizações independentes e com personalidade jurídica própria que fazem parte de uma Federação Internacional também com presença na Colômbia, no Perú e em São Tomé e Príncipe.

Graças à generosidade da associação espanhola, foi possível adquirir a primeira Casa da Novo Futuro, na zona de Sintra, cujo arranque em tudo dependeu da partilha de experiências entre ambas as equipas.

Os 37 sócios fundadores da Associação Novo Futuro foram igualmente fundamentais para tornar possível esta missão.

Em Setembro de 1997 foram acolhidas as primeiras crianças e jovens na Casa Branca, situada no concelho de Sintra. Seguiu-se, em 1998, a abertura das Casas Amarela e Verde, em Lisboa; em 1999, em Vila Nova de Gaia; em 2000, na zona do Estoril; e em 2002 foi aberta mais uma Casa em Lisboa. Em 2006 a Casa em Gaia foi aumentada, anexando-se uma casa geminada. Em 2011 foi possível abrir mais uma Casa no concelho de Cascais e em 2012 foi aberta a oitava Casa da Novo Futuro, no concelho de Sintra.

CONTACTOS

Av. Bombeiros Voluntários de Algés,
42, Sobreloja Fração D
1495-020 Algés

214 134 600

Horário: 9h30 – 13h00 e das 14h00 – 18h00

AJUDE A AJUDAR

IBAN: PT50 0018 0003 42197020020 63

MBWAY: 913 620 922

NIF: 503 793 248